segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Florbela Espanca



EU

Até agora eu não me conhecia,
Julgava que era Eu e eu não era
Aquela que em meus versos descrevera
Tão clara como a fonte e como o dia.

Mas que eu não era Eu não o sabia
E, mesmo que o soubesse, o não dissera...
Olhos fitos em rútila quimera
Andava atrás de mim... E não me via!

Andava a procurar-me - pobre louca! -
E achei o meu olhar no teu olhar,
E a minha boca sobre a tua boca!

E esta ânsia de viver, que nada acalma,
É a chama da tua alma a esbrasear
As apagadas cinzas da minha alma!

(Florbela Espanca)

do livro "Charneca em Flor", de 1931, obra póstuma

Voltar ao TOPO

13 comentários:

Georgia disse...

Esse poema é sensacional.

Um abraco

Serena Flor disse...

Florbela é divina e estou hiper feliz de também ter participado desta linda blogagem.
Hoje a blogosfera exala um doce perfume desta mulher com nome de Flor...bela!
Beijos e adorei seu post!

Du disse...

"Florbela é a flor maior da poesia romântica,
é o sofrimento em versos de um soneto
é o amanhecer mais belo de um encanto
é aquela que se perdeu pra se encontrar."
(Lustato)


Beijos!

Janaina Amado disse...

Este é um dos mais conhecidos, por que dos mais pungentes, poemas de Florbela. Gostei do seu blog, sincero e sensível,

luzdeluma disse...

Escolheu um poema lindo! Eu não conhecia e a cada postagem conheço um pouco dos 'Eu's de Florbela!! Beijus

EternaApaixonada disse...

*****

Vim conhecer seu espaço e deixar um abraço! Gostei muito!
Linda homenagem à amada poetisa!
Também participei com meus blogs. Ontem devido congestionamento não consegui visitar os blogs participantes da Blogagem Coletiva, que foi um sucesso!
Tenha uma ótima semana!

Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©


*****

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Boa tarde! Sigo visitando os blogs participantes da blogagem coletiva.

Gosto muito de "Eu"!

Isto é o que eu chamo de uma corrente do bem! Como é que se poderia chamar uma iniciativa que enche de poesia a blogosfera? Aqui está uma excelente oportunidade para que todos conheçam um pouco mais sobre a genial Florbela Espanca.

Eis um trecho de "Ser poeta", de Florbela:

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!"

Parabéns a todos que estão participando!

Sensata Paranóia

SGi/Sonia disse...

Conheço tão pouco...
Mas é lindo o que está aí viu?

Beijins com felicidades:*

Nina disse...

acho essa mulher incrível!! a forma como escreve tem uma paixao soberba...

taninha é verdade, perdi mts links nesse negócio de mudar tanto de template e acabei me acomodando. mas já vou colocar tá??

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Bela escolha, liindo!
Bjobjo

Nina disse...

querida um lindo natal pra vc e a familia pimentinha linda!!
um beijo com carinho.
e tudo de bom sempre!!

Sabrina Jung disse...

Lindo poema! Tão intenso e profundo...
Publiquei no meu blog aquele e-mail que vc mandou!
Bjo!

Cofre de Artesanías disse...

hermoso blog
feliz año desde argentina.
entre por celina

un saludo
giuliana

 
Creative Commons License
Todo e qualquer texto (original de Tânia Pimenta) deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.