quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Flor


Quando
queremos sentir
o verdadeiro aroma
de uma flor
é necessário chegarmos
bem perto
e ao nos aproximarmos
corremos o risco de
nos machucarmos em
algum espinho

Cada flor tem
seu aroma
seu espinho
sua beleza
seu risco

A escolha de
chegar perto ou não
pertence a cada um
ao avaliar se o aroma
vale o risco do espinho

(original de Tânia Pimenta)

Voltar ao TOPO

7 comentários:

Ana Medeiros disse...

Que lindo Tânia! Não sabia que você tambem é poetisa...

Parabéns

Flavinha disse...

Oi, Tânia
Menina Tânia
Tuas escritas são lindas.
Quem dera eu poder transmitir tanta sensibilidade.
Bjs

Nina disse...

Eu amo poesia, apesar de nao saber nem pra onde vai, mas sempre gosto de vir aqui ler. eu nao tenho jeito pra isso, acho que poeta nasce poeta e ponto!
e agora vc escreveu tao bonitinho, tania...

Marsyah disse...

Tânia,

Vou ver se o aroma vale o risco do espinho...

Obrigada pela dica.

Bjux!

SGi/Sonia disse...

Tania, infelizmente tem tantas flores bonitas que nem valem pelo aroma nem pelo risco do espinho.
O que não é o nosso caso, somos "perfumosas" e sem espinhos né?

Beijins

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Arrasou amiga, adorei!
Bjobjo

Marisa Pimenta disse...

Filha, a cada dia vc se supera. Liiiindo , lindo!!!! parabéns da mãe corujona. Bjks

 
Creative Commons License
Todo e qualquer texto (original de Tânia Pimenta) deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.