quinta-feira, 10 de julho de 2008

Ponto de espera


Parece que sempre
volto ao ponto de espera
Onde algo deve acontecer
para minha vida andar
Isto não é necessariamente
ruim, podendo até ajudar
nas minhas decisões
O que não pode acontecer
é esta espera ser tão
prolongada que impeça
Minha vida de continuar

(original de Tânia Pimenta)

Voltar ao TOPO

2 comentários:

Nina disse...

Bonito poema, bonita foto escolhida Tânia.

Nossa, a família Pimenta é apimentada mesmo hein?? vi o blog da sua irmã que escreve sobre Paris, vi vc em dois blogs lindos e vi claro, sua mãe Marisa, que já virei super fã. Quando vc a indicou pra eu ler seu blog, não imaginava encontrar alguém tão especial.

Vim hj aqui agradecer por vc ter nos apresentado, viu?!

Um beijão com gostinho de chocolate com pimenta e poemas...

Girafa cor de rosa disse...

Nada deve impedir a tua vida de continuar, até porque para a frente se faz caminho...bjs e muito obrigada pela visita lá no meu cantinho!

 
Creative Commons License
Todo e qualquer texto (original de Tânia Pimenta) deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.