domingo, 6 de julho de 2008

de Clarice Lispector


Eu te amo!
Não te amo mais,
estarei mentindo dizendo que
ainda te quero como sempre te quis.
Tenho certeza que
nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
alimento um grande amor
sinto cada vez mais que
já te esqueci!
E jamais usarei a frase
eu te amo!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...

(Agora leia o texto de baixo para cima)

beijins para Melissa que me apresentou esse poema

Voltar ao TOPO

7 comentários:

Nina disse...

Nossa, a Clarice sempre nos surpreende não é? Tânia?

interessante mesmo.

bjs e boa semana pra vc

Flor disse...

ja conhecia esse poema dela... mas o que mais me agradou hoje foi o seu poema do post anterior... boa semana! beijo

SGi/Sonia disse...

Juro que eu não sabia que esse era da Clarice...
Conheci ele na época de escola, mas eu achava que era de algum anônimo brincalhão e romântico.
Juro!

Beijins.

Bella disse...

Muito lindo!

Melissa disse...

A lucidez perigosa (Clarice Lispector)


“Estou sentindo uma clareza tão grande
que me anula como pessoa atual e comum:
é uma lucidez vazia, como explicar?
Assim como um cálculo matemático perfeito
do qual, no entanto, não se precise.

Estou por assim dizer
vendo claramente o vazio.
E nem entendo aquilo que entendo:
pois estou infinitamente maior que eu mesma,
e não me alcanço.
Além do que:
que faço dessa lucidez?
Sei também que esta minha lucidez
pode-se tornar o inferno humano
- já me aconteceu antes.”

Luciana disse...

AMO esse texto, maninha-dinda!!!
Vc tem muito bom gosto mesmo... tinha que ser meu sangue!!! :)))
Bjão

Cris de Bourbon disse...

Eu adoro esse texto da Clarice. E tenho uma historia engraçada com texto ao inverso. Quando eu namorava o shrek, ele me deu um assim, no dia dos namorados, e me senti ofendidíssima, pq lendo direito, era se desfazendo...aí quando ele mandou eu ler de tras pra frente, quase chorei. E ele que fez, e acho que ate hoje nao sabe que Clarice tambem teve essa brilhante ideia.

Obrigada pela visita e volte sempre pra trocar umas ideias comigo.

beijooo

 
Creative Commons License
Todo e qualquer texto (original de Tânia Pimenta) deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.