quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Na corda bamba


Me sinto na corda bamba

Às vezes sou equilibrista

profissional

Às vezes uma amadora

prestes a cair

O que me mantém

na linha é

a vontade de saber

até onde posso chegar

(original de Tânia Pimenta)

Voltar ao TOPO

5 comentários:

Alone disse...

Adoro poema ! Parabéns ! Primeira visita aprovada ! ♥

Flavinha disse...

Tenho uma dúvida lá no meu blog.
Preciso da sua opinião.
Dá uma passadinha por lá.
Bjs

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Fofo...
Bjobjo

Flor disse...

Preciso me equilibrar, pq to quase caindo de amor...
aiiiiiiiiiii
beiju

SGi/Sonia disse...

Ai essa vontade de saber até onde chegaremos...
ai essa vontade!

Beijins

 
Creative Commons License
Todo e qualquer texto (original de Tânia Pimenta) deste blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.